Conversei com um empresário que leva jogadores para o futebol chinês e ele confirmou que recebeu muitos pedidos e perguntas sobre o atacante Everton, do Grêmio. Não só ele, mas agora, os caras lá querem investir em atacantes rápidos, caso do Marinho, por exemplo.
O colega Alex Bagé, da Rádio Grenal, noticiou uma proposta de 18 milhões de dólares (R$ 58 milhões) por vinda do mercado chinês para o avante. No entanto, a direção tricolor ainda não confirma esta situação. O que é confirmado é que até uma consulta com pessoas que conhecem bem o avante já foi feita. Mas a proposta oficial ainda não é admitida.
O que os empresários que trabalham com este mercado dizem é que dificilmente irão aceitar pagar todo este valor por um menino de 20 anos e sem grande nome. Como normalmente eles não conseguem revender os atletas, diferente do futebol europeu que consegue valorizar os boleiros, a preferência é buscar nomes consagrados e que sejam atrativos pra competição.
O Grêmio tem 60% do jogador, o Fortaleza 10% e o empresário Gilmar Veloz os outros 30%.
Fonte: jbfilhoreporter.final.com.br/